Ler com João Laborinho Lúcio

João Laborinho Lúcio é um dos grandes nomes nacionais do Coaching. Presidente da International Coach Federation (Portugal) e trainer da escola Activision Coaching Institute, acumula ainda as funções de docente no Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas da Universidade de Lisboa e consultor em “Direitos de autor”. Começou a sua carreira no mundo do direito onde trabalhou durante 20 anos, tendo sido partner da Raposo, Sá Miranda & Associados. Hoje, é especialista em coaching para advogados e membros das indústrias criativas. Um apaixonado dos livros, falou com a CEO Store da sua relação com eles.



1 – Qual o papel que os livros têm na sua vida? Para além das leituras que faz no âmbito do seu trabalho, lê outro tipo de livros também?

O principal papel dos livros na minha vida é, precisamente, o papel. Gosto de lhes sentir o papel. A sua textura e o seu cheiro. Fazem parte do que leio neles. Depois são portas para outros mundos, e tanto podem ser livros técnicos como ficções. Ajudam-me a pensar e nesse pensamento a ser quem sou.

Antes de ser coach fui advogado muitos anos. Nessa altura dividia os livros entre livros técnicos e não técnicos. Na verdade, acabava sempre por ler muito menos do que desejava, não tanto por o desejo ser grande demais mas mais por a dedicação ser pouca.

Desde que sou coach, e entendo que ser coach faz parte de quem somos, que os livros são todos isso mesmo: livros. Portas para novos mundos. Pouco importa se são mais dedicados à profissão ou mais romanceados. Todos têm uma (ou várias) história que se desenrola em nós. Por isso, todos os livros que leio são para o meu trabalho e todos os livros que leio são para mim e, no final, também para os outros.

 

2 - Que livros recomenda a quem queira ser Coach?

Quando iniciei a minha certificação em coaching, num curso acreditado pela ICF – International Coaching Federation, a escola tinha a política de não recomendar bibliografia para não condicionar a forma como cada aluno vivia a sua entrada no coaching. Por isso, tendo escolhido seguir o caminho da ICF, quer através de formação por si acreditada, quer sendo membro e fazendo o percurso da formação contínua e da obtenção das credenciais, a minha primeira opção foi começar por ler um livro publicado pela ICF Portugal aquando dos seus 10 anos: Coaching, Ir mais longe cá dentro*. Trata-se de um livro com a participação de vários coaches membros da ICF Portugal, tendo cada um escrito um artigo sobre um tema específico relacionado com o coaching. São 25 artigos que nos dão uma primeira e excelente impressão do que pode ser a profissão de coaching em Portugal.

 

3 – Que livros recomenda a quem esteja interessado em participar no processo de coaching enquanto coachee?

Os coaches sabem que cada processo tem a sua individualidade e que o coach deve trabalhar com o que o cliente lhe oferece a cada momento e não ser ele, o coach, a definir a agenda do que se passa em cada processo e em cada sessão. Por isso, durante um processo, caso haja recomendação de um livro, essa recomendação pode ser muito variada.

Há, contudo, um livro que é uma excelente sugestão para quem queira perceber melhor o que uma atitude de coaching pode trazer à vida das pessoas, das equipas e das organizações. Trata-se de um livro que mostra também o enorme potencial do coaching dentro das organizações, ensinando, mesmo, a forma de se ter uma atitude de coach. Trata-se de um livro muito ligado à liderança, mas pode ser lido sem que seja na perspetiva formal de um líder. Falo do livro Coaching For Performance, The principles and practice of coaching and leadership, da autoria de Sir John Whitmore, um livro publicado também com o apoio da ICF.

Trata-se de um livro também útil para quem queira fazer a sua formação em coaching da mesma forma que o livro anteriormente referido - Coaching, Ir mais longe cá dentro – também é uma excelente leitura para quem queira fazer um processo de coaching.

 

4 – Qual o papel que os livros têm na prática do Coaching?

Começam por ter o papel que os clientes lhes queiram dar, uma vez que o conteúdo das sessões é trazido por eles. Mas podem e devem ter um papel mais abrangente. Para os coaches, podem ser fonte de informação técnica relevante; podem ajudar a encontrar caminhos já trilhados por outros coaches que os inspirem a criar os seus próprios caminhos. Ainda para os coaches são, seguramente, fonte de informação e de inspiração que os podem motivar no seu caminho de autodesenvolvimento. Os coaches credenciados pela ICF assumem um compromisso de desenvolvimento contínuo e os livros podem ter um papel relevante nesse caminho.

 

5 - Recomenda livros aos seus coachees?

Sempre que um coach vê como oportunidade de desenvolvimento do seu cliente a leitura de um livro, e desde que o coach não force essa recomendação ou que a faça de forma desapegada, a recomendação pode ser bem-vinda ao processo. Importa que esta partilha do coach seja feita no sentido de o cliente poder expandir a sua forma de pensar, ou de o desafiar a ir mais longe, sendo a partilha uma mera sugestão, devendo o cliente ficar ciente de que a escolha pela leitura é sempre sua.

Pessoalmente, não tenho por hábito recomendar diretamente livros, contudo, amiúde, desafio os clientes oferecendo-lhes uma citação, deixando ao seu critério questionarem sobre a sua origem.

 

6 – Qual é a importância da ética na prática do coaching no contexto geral das preocupações da ICF? Os livros podem ser ferramentas importantes no desenvolvimento da ética?

É basilar. A ética é basilar. Todos os membros da ICF e todos os alunos de cursos acreditados pela ICF vinculam-se a um código de ética, o Código de Ética da ICF. O domínio das competência-chave do coach passa pelo domínio das diretrizes éticas e normas profissionais, sem as quais não se consegue obter uma certificação em coaching em cursos acreditados pela ICF e sem as quais não se consegue obter aprovação no exame que permite o ingresso no percurso da credenciação dos coaches pela ICF.

Diria que a ética assume também importância num sentido mais filosófico na medida em que ser-se coach tem que ver com o domínio do saber ser e não apenas do saber fazer. A ética é, portanto, uma das características basilares da profissão de coach, pelo menos na forma como a ICF a vê e comos todos os seus membros a escolhem viver.

Considerando que os livros fazem parte da construção do nosso ser, os livros assumem um papel fundamental no desenvolvimento da ética e da forma como a vivemos.

 

7 – Pode sugerir um livro que tenha tido um grande impacto pessoal ou que tenha radicalmente alterado a maneira como vê determinado assunto?

Não considero que haja um livro que tenha mudado radicalmente a forma de eu ver um certo assunto. A mudança radical de perspectiva sobre um qualquer tema com que me tenha deparado ao logo da vida há de ter-se construído graças ao contacto com teses que defendam uma perspectiva e com outras que defendem o seu oposto. Há, contudo, um livro que se mostrou importante no momento em que escolhi iniciar um caminho de mudança na minha vida pela forma como me permitiu o confronto comigo mesmo. Curiosamente, o livro a que me refiro foi-me recomendado por um coach. O livro é A Biografia do Silêncio de Pablo D’Ors. Fui especialmente impactado pela seguinte citação a que recorro com frequência: “Também nós mudamos, por muito que nos empenhemos em ver-nos como algo permanente ou duradouro. Esta essencial mutabilidade do ser humano e das coisas é – assim o vejo agora – uma boa notícia.”

 

8 – Quais os livros que está neste momento a ler ou que leu recentemente?

Terminei recentemente a leitura de dois livros: Marca Positiva, de João Campos e Aristotle’s Way, de Edith Hall. Neste momento, estou a ler Política para Perplexos, de Daniel Innerarity e no “prelo” estão Daring Greatly, de Brené Brown e Inteligência Multifocal, de Augusto Cury. Como livro de consulta recorrente e sempre “ao pé da mão” tenho Failed It! – How to turn mistakes into ideas and other advice for successfully screwing up, de Erik Kessels.


*Para encomendar o livro Ir mais longe cá dentro, Contactar a ICF Portugal (staff@icf.pt)

Salvo indicação em contrário, as promoções apresentadas são válidas para o dia 12-05-2021.

CEO Store

Quem somos Contactos

Redes Sociais

LinkedIn

Newsletter

Ao aceitar está a concordar com a utilização dos seus dados pessoais para receber, por email e/ou SMS, comunicações relativas a notícias, campanhas, produtos e eventos organizados pela CEO Store, nos termos da nossa Política de Privacidade que declara ter consultado previamente.